Fonte

Uma fonte, fontanário ou chafariz é uma construção erigida num local público, passeio, jardim, praça, que tem como função principal dar de beber a quem passa. Sendo no início o local onde todas as populações vizinhas se abasteciam de água, por não haver água canalizada em casa, tornou-se também num local de convívio.

Uma fonte habitualmente é construída numa forma ornamentada, algumas bastante simples e muitas outras extremamente elaboradas. Na atualidade a função principal deixou de ter tanto significado mas continua a cumprir a sua função de dar de beber e de decoração.

  • O chafariz situado no pátio do convento, erigido entre 1790 e 1792, veio colmatar a falta do anterior, que tinha sido deslocado para a cidade de Barcelos.
  • Um chafariz do século XVIII situado junto da Capela do Calvário, foi mandado construir por Francisco Mendes Veiga em 1771.
  • Chafariz do Largo 25 de Abril ou Chafariz da Branca de Neve, um chafariz do início do século XX muito útil quando ainda não existia água canalizada na vila.
  • Um chafariz construído em 1861 pela Câmara Municipal, conforme a data inscrita no espaldar. O primitivo local da construção foi na frontaria do Convento da Ordem Terceira de São Francisco.
  • Foi construído em 1922 neste local o primeiro chafariz para abasteciemnto de água a Almada. Antes deste a distribuição era garantida pelos aguadeiros que a traziam da Fonte da Pipa.
  • Um chafariz situado em frente do Palácio Pombal que foi construído segundo um projeto de Carlos Mardel em 1762 na atual Rua do Século.
  • O Chafariz do Rossio das Hortas, situado numa rotunda na saída norte da vila, é uma construção de 1904. É composto por três bicas num espaldar ladeado por dois tanques retangulares, um de cada lado...
  • O Chafariz do Sapal está localizado na Praça Teófilo Braga. A sua construção foi iniciada no final do século XVII (1697), conforme a inscrição no chafariz.
  • Chafariz do Terreiro, assim denominado pela antiguidade, Chafariz da Praça Municipal conhecido na atualidade. Posicionado mesmo no centro da praça da vila, este chafariz surgiu no ano de 1551 no...
  • Este é o elemento fundamental para a existência do Aqueduto das Águas, tornou-se no ex-libris da cidade e, segundo os entendidos, é o mais monumental chafariz gótico nacional que chegou até agora.
  • Este chafariz, situado na Praça do Município, foi edificado no ano de 1776 estando numa posição um tanto peculiar, numa frontaria de um andar com quatro janelas pequenas pombalinas, únicas do género...
  • Este chafariz situa-se junto da Casa-Museu José Maria da Fonseca e deve o seu nome, segundo a tradição, devido ao pasmo ou admiração mostrado pelas pessoas que o observam.
  • Situado na praça Francisco Meireles, no centro da vila, o Chafariz é datado de 1636, construído durante a Dinastia Filipina, foi desmantelado em 1887 e reconstruído no final do século XX.
  • Este chafariz, situado numa das ruas antigas próximo do centro do Cartaxo, no extremo de um pequeno mas agradável jardim, foi construído em 1889.
  • Situado num pequeno largo, face à via principal que atravessa a cidade, este chafariz foi o primeiro do género a abastecer a cidade de água.
  • No pequeno centro urbano histórico de Ponte de Lima, encontra-se ao centro do Largo de Camões o chafariz monumental do final do século XVI e princípios do XVII.
  • Situado no Largo Primeiro de Dezembro, este chafariz pode ter sido edificado no século XIX.
  • Chafariz de traços sóbrios, localizado nas imediações do Castelo no largo ou centro da aldeia, feito em granito.
  • Este chafariz foi construído em 1789 para fornecer água à população da vila. É encimado por uma pedra de armas de Portugal e o espaldar é dividido por pilastras.
  • O Chafariz Pombalino de Sobral de Monte Agraço foi mandado construir em 1776 por Joaquim Inácio da Cruz, primeiro morgado de Sobral, para abastecimento de água à vila.