Estilo Gótico

O Estilo Gótico surge como resposta ao estilo românico e à austeridade que este apresentava. Representada desde meados do séc. XII em França principalmente na construção de catedrais espalhou-se pela Europa até ao séc. XVI. As construções crescem em altura usando o arco ogival quebrado, o contraforte e o arcobotante. Estes permitem dar mais leveza visual no interior notando-se também a redução da geometria e da estilização do anterior românico e criando-se a ilusão do tridimensional. Aparecem a pintura a óleo e o vitral e a pintura da paisagem.

  • A Igreja de Nossa Senhora da Natividade, de pequenas dimensões, foi construída possivelmente no século XIV, no românico tardio ou gótico rural.
  • Foi mandada reedificar por D. João I, em finais do século XIV, pelo voto que este Rei fez à Virgem da Oliveira, pela sua vitória na Batalha de Aljubarrota.
  • Este templo religioso situado no monte Clarines esteve ligado a uma lenda da aparição da Virgem sobre uma oliveira que teria poderes curativos.
  • A Igreja de Nossa Senhora da Piedade, que se liga ao hospital com o mesmo nome, pertence atualmente à Santa Casa da Misericórdia.
  • A Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, datada do século XV, reflete o melhor do estilo gótico na região, ficando a sua construção a dever-se ao padre de Mouçós.
  • Remontando à Reconquista Cristã, este templo religioso resulta da reedificação de uma antiga mesquita da Medina Islâmica.
  • Deste conjunto conventual só a igreja se manteve até agora, sendo considerado como o maior templo gótico do núcleo escalabitano.
  • A Igreja de Santa Cruz da Ribeira é considerada o único elemento melhor conservado da cidade de Santarém, da arquitetura Gótica.
  • A Igreja de Santa Cruz deve a primeira fundação ao Infante D. Henrique, filho de D. João I, e data de meados do século XV.
  • Igualmente conhecida como Paroquial de Tenões, pertencendo a uma freguesia que remonta ao século XI, este pequeno templo é uma edificação do final do século XIII e início do XIV.
  • A Igreja de Santa Maria tem como orago a Nossa Senhora da Assunção por ter sido local de uma mesquita muçulmana, sendo estas quase sempre sacralizadas com o nome da Virgem.
  • Com diversas designações, como por exemplo Igreja de Santo Agostinho, a Igreja de Santa Maria da Graça foi considerada como o último grande monumento gótico monacal que Santarém atualmente conserva.
  • De invocação a Nossa Senhora da Visitação, foi fundado na época pré-românica, embora com grandes modificações na época gótica e outra na segunda metade do século XVIII.
  • Neste local da Igreja, a única certeza de que há memória sobre esta edificação religiosa é que, em 1152, D. Mafalda mulher de D. Afonso Henriques patrocinou a construção de um Mosteiro.
  • Esta igreja da época românica pode datar do final do século XIII ou início do século seguinte, tendo em conta os elementos do portal ou da cabeceira, embora haja informações de uma igreja anterior...
  • A Igreja de Almoster é o único elemento que resta, com algumas ruínas do claustro que resistem, do que foi o Convento Gótico de Santa Maria de Almoster.
  • A igreja tem o nome de Santa Maria porque está situada na freguesia com o mesmo nome. Também é a Igreja Matriz da cidade.
  • A sua construção abrange dois séculos XIV e XV e dois estilos, gótico e barroco, destacando-se o gótico.
  • Edificada onde se encontrava a cidade romana de Sellium, foram descobertas estruturas para suporte dos alicerces do templo.
  • Designada como Santo Estêvão em 1241, viria a estar ligada a uma lenda da qual resulta a outra denominação.