Estilo Gótico

O Estilo Gótico surge como resposta ao estilo românico e à austeridade que este apresentava. Representada desde meados do séc. XII em França principalmente na construção de catedrais espalhou-se pela Europa até ao séc. XVI. As construções crescem em altura usando o arco ogival quebrado, o contraforte e o arcobotante. Estes permitem dar mais leveza visual no interior notando-se também a redução da geometria e da estilização do anterior românico e criando-se a ilusão do tridimensional. Aparecem a pintura a óleo e o vitral e a pintura da paisagem.

  • A Igreja de Nossa Senhora da Graça do Divor está situada no pequeno monte, fora da zona urbana da aldeia de Divor, na Herdade da Água da Prata que, desde a época medieval, pertence à Sé de Évora.
  • Apesar das múltiplas alterações que sofreu, percebemos que o arco gótico do portal principal tem origem medieval. Contudo, estamos perante um templo que apresenta caraterísticas maneiristas,...
  • Estas são duas janelas manuelinas, situadas na Rua Direita, das existentes em alguns edifícios do centro histórico de Viseu.
  • Considerada a terceira melhor livraria do Mundo pela Lonely Planet no corrente ano, fundada em 1869, é uma verdadeira referência na cidade.
  • Presume-se que no local onde se encontra o mosteiro terá existido um templo romano dedicado a Júpiter, do século I, e uma Villa.
  • Mosteiro de Santa Clara de Coimbra, popularmente conhecido por Convento de Santa Clara-a-Velha, fundado nos fins do século XIII, serviu de experimentação do estilo gótico em Portugal.
  • O Mosteiro de Santa Maria de Cárquere, agora Igreja Matriz de Cárquere, é mais um belo exemplar do românico fundado no século XII.
  • O Mosteiro de Santa Maria de Júnias surgiu como um antigo eremitério pré-românico, no séc. IX, situado a cerca de um quilómetro da aldeia de Pitões de Júnias.
  • Este mosteiro é o primeiro da Ordem de Cister em Portugal, de 1144, ano em que foi fundado.
  • Este Mosteiro Beneditino é a mais notável obra do românico no concelho de Amarante, tendo sido fundado em meados do séc. XII.
  • Estes são os panos existentes da cidade de Santarém, que resistiram à passagem dos séculos, à modernidade e consequentemente às decisões feitas pelo ser humano.
  • As duas portas estão ladeadas por duas torres ameadas. Uma ostenta o brasão de Trancoso lavrado em pedra, a outra tem duas guaritas.
  • O edifício onde se situa o atual Museu Municipal foi aproveitado para este fim desde 1987, tendo sido recuperado da antiga Igreja de Santa Maria.
  • O Paço Episcopal é, a seguir à Sé Catedral, o edifício mais relevante e emblemático da cidade de Braga
  • Também conhecido como Paço D. Pedro I, este nome pode mostrar que a sua edificação foi atribuída a este monarca, pelos meados do século XIV.
  • Azinhoso com a categoria de vila e sede de concelho recebeu o segundo foral de D. Manuel, em 1520, do qual se levantou o Pelourinho.
  • Pelourinho do século XV, de arquitetura jurisdicional gótica, símbolo maior da autonomia jurisdicional, erguido no epicentro de Touça que foi vila e sede do concelho até aos finais do século XVIII.
  • Tendo sido edificada entre os séculos XIV e XV, esta ponte românica entra no período de transição da Baixa Idade Média e do Gótico.
  • Da primeira edificação, grandemente afectada pelo terramoto de 1755, resta o portal gótico, com colunas encimadas por capitéis. Este portal, ou o que resta dele, está classificado como Monumento...