Cruzeiros

Um Cruzeiro é uma cruz construída numa coluna, em pedra, que se ergue sobre uma plataforma com um ou mais degraus. Sendo um símbolo cristão, normalmente um cruzeiro é construído no adro de uma igreja ou num cemitério, embora se vejam do mesmo modo em outros locais tais como cruzamentos ou rotundas e ainda em locais elevados.

  • Uma capela do século XVI, possivelmente de 1588, a entrada é antecedida por um alpendre.
  • Em Fetais, freguesia de Santo Quintino, a Capela de Nossa Senhora da Saúde é construção do século XVIII. Está situada numa elevação de terreno, com acesso por uma escadaria.
  • A Capela de Nossa Senhora de Jerusalém do Romeu é uma ermida situada a poucas centenas de metros da localidade do mesmo nome.
  • Capela de S. Silvestre e Cruzeiro - Carvalhal de Aroeira
  • Esta capela está situada num desvio da estrada que liga Vila Meã à sede da freguesia, Deilão.
  • Uma capela anexa ao cemitério, situada no largo do mesmo nome e em frente do parque, igualmente com a denominação de Santo António.
  • Uma capela do século XVI, construída em 1574, é constituída por uma nave e capela-mor mais estreita e baixa. Foi templo da Ordem Terceira Franciscana desde o século XVI.
  • Este pequeno templo está situado na avenida paralela ao mar. Foi edificado em 1699 e dedicada a São João Baptista.
  • A Capela do Espírito Santo, datada do século XIX contém na fachada frontal a porta de verga reta ladeada por dois pequenos óculos circulares e na face posterior duas janelas verticais estreitas.
  • Na zona central de Ermesinde encontra-se a capela de São Silvestre que é o monumento mais antigo da localidade e foi a primeira Igreja Matriz desse aglomerado populacional.
  • Sobre esta fortaleza pouco se sabe, unicamente que foi doada ao Mosteiro de Guimarães por D. Chamoa Rodrigues em 960.
  • Esta igreja faz parte de um conjunto que inclui um convento e um cruzeiro, classificados como Imóvel de Interesse Público.
  • Esta Cruz de Portugal é datada entre os sécs. XV e XVI. Foi esculpida em calcário branco e tem três metros de altura.
  • Segundo inscrições, este cruzeiro foi erguido em 1604, reedificado em 1774 e restaurado no início do século XX.
  • Datado do século XVII, é composto por um fuste sobre um pedestal e três degraus. Termina com uma cruz.
  • Este cruzeiro está edificado, segundo a tradição, no local onde D. Afonso Henriques montou o acampamento antes de conquistar a vila de Óbidos.
  • O Cruzeiro da Rua do Costa, uma construção do século XVII, é um cruzeiro de fuste cilíndrico e capitel jónico terminado numa cruz latina simples.
  • Situado na Praça da Sé, a principal de Bragança, apresenta-se um cruzeiro com um fuste serpenteado sobre uma plataforma de três degraus quadrados.
  • Este Cruzeiro, situado atualmente no recinto do Santuário da Senhora do Socorro, esteve anteriormente na entrada sul de Albergaria.
  • Este cruzeiro é um dos dois que conjuntamente estão classificados como Monumentos Nacionais, sendo o outro o Cruzeiro das Carvalheiras.