Árvores Protegidas

Existem pelo país algumas árvores que são protegidas e muitas que são simplesmente monumentais. Algumas pelo seu tamanho fora do normal, outras pela sua longevidade em que chegam a ter uma idade de vários séculos e até milénios e ainda se mantêm vivas na sua função. Muitas delas são oliveiras, dada a sua longevidade habitualmente maior que as outras árvores.

  • Está classificada como Árvore de Interesse Público (D.R 107 II Série de 10/05/1990). É um Pittosporum undulatum Ventanat., árvore vulgarmente conhecida por falsa-árvore-do-incenso, existente na...
  • Situa-se em Contige, freguesia e concelho de Sátão, um eucalipto que é considerado uma das maiores árvores em Portugal.
  • O Barranco dos Pisões é um espaço verde situado próximo da vila de Monchique, muito arborizado onde passa uma ribeira de água límpida.
  • Situado no largo em frente aos Paços do Concelho, este Carvalho da Forca foi testemunha do último condenado à morte em Montalegre, em 1844.
  • Existe no Sardoal um eucalipto que foi plantado em 1850 e que se diz ser o mais velho da Europa e dos mais grossos do mundo.
  • O Jardim da Luz, de nome próprio Jardim Teixeira Rebelo, é o local onde se realiza em setembro, desde o século XVI, a antiga Feira da Luz.
  • O Jardim do Príncipe Real, ou Jardim França Borges, foi construído em meados do século XIX em estilo romântico.
  • O Jardim Municipal está situado na Praça Dr. Luís, junto do Museu Municipal. Salienta-se o carvalho com trezentos anos, o ex-libris da cidade.
  • Este plátano foi plantado em 1848 pelo botânico Dr. José Maria Grande e foi, ao contrário de outras árvores plantadas ao mesmo tempo, crescendo até se tornar na grandiosidade que ali se pode...
  • Em Aveiras de Cima existe uma árvore, uma oliveira, que tem mais de 500 anos e está classificada desde 24 de abril de 2000 como espécie protegida pela Direcção-geral dos Recursos Florestais.
  • Com 15 metros de altura, 25 metros de diâmetro de copa e 4,10 metros de perímetro, foi atribuída a classificação de Árvore de Interesse Público em 1942.

Comentários