Igreja Matriz
Igreja Matriz
Igreja Matriz - lateral
Igreja Matriz - lateral

A atual Igreja Matriz, datada do século XVIII, remonta-nos a sua edificação ao período anterior à nacionalidade, sofrendo uma reconstrução no século XIV, de não restou qualquer vestígio artístico. Templo dedicado a São Salvador, acaba por vir a sofrer influências do neoclássico.

Igreja Matriz
Igreja Matriz

Situada no alto da colina, a igreja matriz desenvolve-se numa planta retangular formada por uma nave e capela-mor, tendo adossadas a sacristia e duas capelas laterais. A torre sineira, que se situa no lado esquerdo a poucos metros, foi de um aproveitamento da torre de menagem do castelo. A fachada, que é delimitada por cunhais de pilastras, é formada por dois grandes rasgos do portal de moldura curva, sobrepujado por um frontão curvo e encimado por uma janela, também de moldura curva, que ilumina o interior e o coro-alto. Esta liga-se ao friso a separar de um frontão triangular interrompido por uma cruz e ladeado por aletas, a finalizar por 4 fogaréus. Ao centro apresenta uma janela redonda.

 

Igreja Matriz - interior - altar-mor
Igreja Matriz - interior - coro
Igreja Matriz - altar lateral
Igreja Matriz - altar lateral
Igreja Matriz - altar lateral
Igreja Matriz - altar lateral
Igreja Matriz - altar lateral

No interior, a nave apresenta um coro-alto, duas aberturas, uma de cada lado, de capelas laterais, e dois retábulos colaterias. A capela da esquerda apresenta uma talha dourada do século XVII com o brasão da Ordem de São Francisco e um crucifixo, também do século XVII. Os retábulos colaterais pertencem aos finais do século XVIII. O arco triunfal separa-nos da capela-mor, em que o retábulo mor também corresponde a uma obra do século XVIII.

Coordenadas GPS: N 40 05.570' W 008 20.096'  (40.09283, -8.33493)

Temas / Tags

Miranda do Corvo, publicado em por