Capela de Nossa Senhora da Boa Morte
Capela de Nossa Senhora da Boa Morte

Inicialmente denominada como Capela de São Cristóvão, teve a sua edificação no século XVI, perante documentação da sua existência em 1576. Viria a ser instituída a Irmandade da Senhora da Boa Morte em 1732, e desde então tomaria o nome da irmandade. Um importante templo religioso, serviu de substituição, por várias circunstâncias, da Igreja Matriz durante o século XVIII, pois era considerada na altura como a maior da época. A importância desta capela foi tal que se chegou a elaborar um projeto de ampliação para constituir a matriz, contudo a ideia não foi avante.

Com a terceira Invasão Francesa e a destruição que estes deixaram, também foi notória essa destruição na capela, pois esta foi incendiada. Foi motivo suficiente para entrar em obras que só terminariam em 1838, mantendo-se com um novo compromisso com a irmandade. O atual templo resulta da segunda metade do século XVIII. É de relevar a curiosidade da capela ser contornada por muros que relembram intencionalmente uma barca, e que poderá estar relacionado com o atual nome de Boa Morte, relegando para o episódio retratado pelo Gil Vicente no Auto da Barca do Inferno.

Capela de Nossa Senhora da Boa Morte - interior
Capela de Nossa Senhora da Boa Morte - interior
Capela de Nossa Senhora da Boa Morte - interior

Com uma planta retangular formada por uma nave e capela-mor retangulares e adossada a esta, no lado direito, a sacristia. A fachada bem proporcionada e rematada por frontão contracurvado, com o portal em arco abatido encimado por uma cimalha de cantaria que se une ao óculo quadrilobado com moldura, formando uma só composição. É ladeado por duas janelas também com molduras.

O interior é formado por um coro-alto, um púlpito em madeira na parede lateral esquerda, finalizando a nave com dois altares colaterais setecentistas. O arco triunfal separa a capela-mor, em que o teto é formado por caixotões pintados, e o retábulo também pertence ao final do século XVIII.

Coordenadas GPS: N 40 05.633' W 008 20.017'  (40.09388, -8.33362)

Temas / Tags

Miranda do Corvo, publicado em por