Moinho da Candosa
Moinho

Os moinhos são uma estrutura de aproveitamento da energia cinética da água, que permitem a moagem de cereais. São pitorescos adornos da paisagem, movidos a água, com uma engrenagem de moenda muito elaborada de trituração dos grãos entre duas pedras.

Na Candosa, existiam quatro moinhos, um na levada, que ainda hoje funciona, denominado moinho de inverno pois no verão a água que passava nesta era totalmente canalizada para as regas. Havia outro na foz da ribeira, e os dois restantes ladeados pelos dois açudes no rio Ceira, da aldeia.

O moinho de água situado na levada, acompanhando o declive do terreno paralelo a esta, é de roda horizontal ou rodízio. De paredes rudimentares em pedra, com o seu beirado quase ao nível da encosta, tem acesso por um conjunto de degraus talhados irregularmente no solo, que dão comunicação à sua entrada. Recolhe a água da Ribeira do Carvalhal que passa pelo regadio, através de um desnível tosco e oblíquo que dá para o aqueduto do moinho, que em contacto com o rodízio o faz girar.

Temas / Tags

Candosa, publicado em por