Pelourinho de Buarcos

Buarcos entra na lista dos casos inéditos em Portugal ao possuir dois pelourinhos. Atualmente o território que constitui Buarcos é formado por duas pequenas e antiquíssimas localidades que remontam ao tempo de D. Afonso Henriques. Elas chamam-se de Buarcos (zona baixa) e Redondos (zona alta) que, pela ordem natural da história, acabaram por se juntar.

Sendo assim, o Pelourinho de Buarcos, igualmente conhecido como o Pelourinho de Baixo, obteve dois forais em que o primeiro se deu em 1342, entregue por D. Afonso IV, e o segundo entregue por D. Manuel I em 1516.

Não foi o pelourinho logo edificado, ao contrário do que é habitual, mas conseguiu chegar ao estatuto de Concelho. Estatuto este que mais tarde, em 1771, perdeu para a sua vizinha Figueira da Foz no momento da elevação desta a vila. Em 1794 foi acrescentada à então vila de Redondos, ficando a ser chamada de Buarcos e Redondos.

Descrição

Pelourinho de Buarcos

O pelourinho ergue-se numa plataforma de três degraus, sendo o térreo circular e os dois superiores octogonais com faces côncavas. O fuste, cilíndrico e liso, tem uma pequena base circular seguido de um anel pouco saliente.

O capitel dórico é formado por equino e ábaco, formando assim a base do remate. Este é formado por um prisma retangular encimado por uma cúpula entre quatro pequenos pináculos a rematar os ângulos do prisma. Numa destas faces está o brasão de Buarcos.

Classificação

Está classificado como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 09.953' W 008 52.634'  (40.16588, -8.87723)

Temas / Tags

Figueira da Foz, publicado em por