Larim, ou o seu topónimo Lalim, foi referido pela primeira vez em 959 quando a Condessa Mumadona doa o seu território ao Mosteiro de Guimarães. Recebeu o foral em 1514, por D. Manuel I.

Descrição

Pelourinho de Larim
Pelourinho de Larim
Pelourinho de Larim
Pelourinho de Larim

Uma interessante história deste lugar em que, por interesse ou simplesmente porque era a melhor solução, o Pelourinho, que atualmente é conhecido por Larim, está situado precisamente no pátio/jardim da Casa/Seminário da Torre.

Na verdade Larim, como é atualmente conhecido, ou o seu topónimo Lalim, foi referido pela primeira vez em 959 quando a Condessa Mumadona doa o seu território ao Mosteiro de Guimarães. Chegado o século XII, Larim já era considerada paróquia, com invocação a São Miguel.

Recebeu o foral em 1514, por D. Manuel I, e na altura tinha o nome de Vila Verde. No decorrer dos séculos, o mesmo nome veio a servir para denominar outras localidades da região, sendo que na atualidade diz respeito ao Concelho, no qual foi integrada no século XIX.

A sua primeira localização foi em frente aos Antigos Paços do Concelho, tendo sido transferido em data incerta, com a possibilidade de ter sido após de 1936, para o atual lugar.

Com esta transferência acredita-se que se perdeu a plataforma, contudo a coluna cilíndrica e lisa levanta-se sobre um plinto e toro, com capitel e remate. O capitel é formado por um astrágalo circular, de pequeno colarinho, e um ábaco quadrado, em molduras crescentes e sobrepostas. É rematado por um tronco piramidal de secção quadrangular embolado, onde crava uma cruz de ferro

Classificação

Desde 1933, está classificado como Imóvel de Interesse Público

Localização

Coordenadas GPS: N 41 36.574' W 008 26.294'  (41.60957, -8.43823)

Referências

Temas / Tags

Soutelo, publicado em por