Com diversas designações, a de Igreja Velha de São Torcato é a de que há mais conhecimento. Sofreu várias fases construtivas nos períodos entre os séculos X e XIII, limitando-se ao último período do românico o aspeto atual do templo, mais concretamente à primeira metade do século XII.

Igreja Velha de São Torcato
Igreja Velha de São Torcato
Igreja Velha de São Torcato

Remonta a 951, ano em que foi referenciado no testamento de Ramiro II, dando a conhecer a existência de uma capela do santo anexa à do São Torcato. É deste período que data o templo, por intermédio dos Condes Portucalenses, em conjunto com D. Mumadona Dias, familiarmente ligados ao monarca, mantendo-se por isso uma linha pré-românica.

Esta linha tornou-se por isso o interesse principal, quando o templo veio a sofrer uma reforma feita pelos Cónegos de Santo Agostinho (doado por D. Afonso Henriques em 1132), privilegiando esses mesmo elementos pré-românicos, como o arco triunfal, janelas e a linha da cornija.

Igreja Velha - campa funerária
Campa funerária
Igreja Velha - campa funerária
Campa funerária
Igreja Velha ou Paroquial
(Foto da igreja
por Tiago, de S. Torcato)

Com uma planta peculiar, tem no seu edifício mestre uma planta longitudinal formada por nave e capela-mor, anexada a esta dois corpos retangulares e torre sineira num plano mais recuado.

A fachada apresenta dois rasgos, ambos em moldura reta, do portal e encimado por uma janela, com grade em ferro. Em cada lado da igreja, podemos observar duas campas funerárias, uma delas envolta numa guarda de ferro, com as respetivas inscrições, possivelmente campas de pessoas que tiveram a sua importância nesse tempo.

Está classificado como Monumento Nacional desde 1922.

Coordenadas GPS: N 41 29.030' W 008 15.577'  (41.48383, -8.25962)

Temas / Tags

São Torcato, publicado em por