Igreja Matriz

Consagrada a São Salvador, tomando o mesmo nome da freguesia, este templo religioso foi totalmente reconstruído nos finais do século XVIII, tendo o seu início no ano de 1774. A obra foi patrocinada pelo Rei D. José I à exceção da capela-mor que ficou sob o cargo da paróquia, e finalizou no ano de 1785.

Igreja de planta longitudinal, de três naves de cinco tramos, uma central e duas laterais, e capela-mor, sendo esta de dimensões mais reduzidas, baixa e estreita. A fachada principal seguiu uma linha harmoniosa com as duas torres sineiras enquadradas com o corpo central, sendo delimitadas por pilastras e dando à fachada a constituição de três panos.

O pano central tem dois rasgos, contribuindo para isso o portal de verga curva, ladeados por duas pilastras que suportam o entablamento e rematado por um frontão curvo interrompido, do qual ao centro se abre um janelão de verga também curva encimado por um frontão curvilíneo. É rematado por um semi-círculo sobrepujado por um frontão de lanços com uma cruz no vértice e ladeado por pináculos. Os restantes panos estão rasgados por quatro janelões em verga curva colocados ao eixo e rematados por frontões interrompidos. O remate das torres é feito por quatro aberturas pelas sineiras em arco de volta perfeita, finalizando com coberturas piramidais ladeadas por cornijas.

Igreja Matriz - interior - altar
Igreja Matriz - interior - coro

O interior é formado por três naves de cinco tramos assentes em seis colunas toscanas com duas delas, uma de cada lado, com o púlpito, assentes em mísulas de pedra e guardas de ferro. O coro alto é ocupado por um espaço intermédio formado pelas sineiras, com acesso de uma escadaria do lado direito. As naves têm uma cobertura de madeira em falsa abóbada de berço.

Coordenadas GPS: N 40 36.075' W 008 40.240'  (40.60125, -8.67067)

Temas / Tags

Ílhavo, publicado em por